A festa de Pentecostes, que caiu este ano em 5 de junho, foi um dia notável para as Irmãs de Nossa Senhora de Sion, pois elas testemunharam uma de suas irmãs se comprometendo para sempre com Deus.

 

Ir. Arlyne Del Valle Casas.

Ir. Arlyne Del Valle Casas pronunciou seus votos perpétuos na Capela do Instituto de Espiritualidade na Ásia, em Quezon City, Filipinas, na presença do Pe. Rico Ponce da Ordem das Carmelitas. Ir. Arlyne estava rodeada pela Diaconisa Norma P. Dollaga da Igreja Metodista, Ir. Adriana Castro da Equipe de Liderança da Congregação NDS, outras irmãs Sion, familiares e amigos.

 

Para Ir. Arlyne, a data da cerimônia tem muito significado, pois a celebração do dia em que o Espírito Santo desceu sobre os discípulos de Jesus depois de sua Ascensão ao Céu. Enquanto se preparava para fazer seu compromisso final, ela contemplou a Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus. Arlyne ficou impressionado com a figura de Maria Madalena, que esteve sempre presente em cena. Às vezes ela observava de longe e não dizia uma palavra, mas nunca abandonou Jesus e permaneceu fiel a ele.

Maria Madalena e as outras mulheres da Galiléia seguiram Jesus até Jerusalém quando souberam que ele havia sido preso e falsamente acusado por Pilatos. Quando Jesus morreu e foi enterrado, Maria Madalena seguiu José e Nicodemos para ver onde eles o colocariam. Foi ela quem chegou primeiro ao túmulo.

“A amizade, o amor e a compaixão de Maria Madalena foram incríveis”, reflete Arlyne. “Sua fidelidade tornou-se a maneira de encontrar Jesus ressuscitado”.

Sr. Arlyne vê a fidelidade que Maria Madalena mostrou a Jesus como um convite para si mesma. “Que nossa fidelidade continue a nos conduzir a um novo encontro com o Cristo ressuscitado”, disse ela. “Rezo e espero poder permanecer fiel à minha vocação, a Deus, à Igreja e a um mundo de justiça e de amor”.

 

Ir. Adriana Castro e Ir. Arlyne.

A cerimônia pública de profissão perpétua deste domingo é o culminar de um processo de formação de nove anos. Ir. Arlyne recebeu um anel como sinal da centralidade em sua vida de Jesus Cristo e de seu compromisso com o carisma de Sion.

 

Em sua homilia, a Dia. Norma sublinhou o papel da comunidade na decisão de Arlyne de emitir os votos perpétuos. “Como ela pode ser conduzida sem uma comunidade?”, perguntou ela. “A comunidade que é testemunha do seu crescimento, do seu questionamento, das muitas contradições na caminhada da vida”.

A Congregação inteira estava orando por Arlyne. O desejo de Ir. Adriana para ela era: “Que sua fé inabalável o mantenha firme, como a Montanha de Sion”.

 

As irmãs NDS com o Pe. Rico: Ir. Josélia, Ir. Beth, Ir. Anne, Ir. Leah, Ir. Adriana, Pe. Rico, Ir. Arlyne, Ir. Maria e Ir. Oonah.

A Capela do Instituto de Espiritualidade na Ásia, Quezon City, Filipinas.

site by airgid