Dos dias 22 a 28 de julho de 2018 alguns Religiosos, religiosas, formandos e uma associada de Sion, se reuniram na Paróquia Nossa Senhora da Consolata dos Religiosos de Sion, no Rio de Janeiro para a realização de mais uma missão Sionense. Já é o terceiro ano que estamos juntos em formação e missão. A primeira missão, em 2015, foi latino-americana pela participação de Irmãs de Costa Rica e se realizou em Castro-Paraná depois de uma semana de formação em São Paulo. A segunda, em 2017, ocorreu em São Sebastião do Paraíso-Minas Gerais. Desta vez tivemos três manhãs de formação sobre os Irmãos Ratisbonne. 

Éramos 30 missionários e missionárias vindos dos Estados de São Paulo, Paraná, Sergipe e Rio de Janeiro. O grupo foi dividido em quatro equipes identificadas por camisetas de cores branca, verde, azul e amarela, correspondendo ao número de comunidades da paróquia. A missão consistia sempre em visitas domiciliares para bênção às famílias e partilha da Palavra de Deus e partilha de vida, celebrações e formações nas capelas.

Ficamos todos hospedados na casa paroquial a qual também o filosofado dos Religiosos de Sion. Com eles tínhamos uma partilha de tarefas domésticas e de preparação das orações comunitárias diárias. A paróquia provia a alimentação, bem como, as cozinheiras voluntárias. Comunidades onde aconteceu a missão: Nossa Senhora da Glória, Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora das Graças e Nossa Senhora de todos os Povos. Cada comunidade (favela) tinha uma pequena capela onde nos reuníamos depois das visitas às famílias.

A situação dos locais é delicada por causa da realidade de tráfico de drogas, mas Graças a Deus, não presenciamos nada que nos assustasse. O que mais nos chamou a atenção foi ver a fé e a sede de Deus das pessoas que visitávamos e que nos acompanhavam. Aprendemos muito com seus exemplos de superação. Durante dois dias fomos agraciados com a presença de Katiane, jovem paroquiana, que se dispôs a caminhar conosco nas visitas às famílias. Ela está na busca profunda de conhecer a Vontade de Deus e está disposta a assumi-la.

Foi uma experiência única. Todos vivendo, rezando, estudando num entusiasmo contagiante. Missionários entrando sem medo em todas as comunidades e becos para distribuir bênçãos, santinhos, sorrisos e a Palavra de Deus. E recebendo em troca um banho de conhecimento e reconhecimento. Sion deu uma demonstração de vida e de esperança. A união das diversas famílias de Sion foi exemplar. A comunidade que recebeu, a paróquia, os agentes das comunidades estão de parabéns. Padres, religiosos e formandos de Sion mostraram entusiasmo e garra. Que a Paróquia da Consolata tenha os efeitos dessa bênção!

site by airgid